Segunda-feira, 7 de Janeiro de 2008

Indústria Manufactureira.


     

Passado o período das guerras, das rebeliões e das maiores convulsões politicas em que os homens se viram constantemente envolvidos, começou a fazer-se um melhor aproveitamento das matérias-primas locais da actividade artesanal.

    Talvez a mais antiga seja a tecelagem caseira. Panos de linho e de estopa e mantas de farrapos ainda se continuam a produzir em bastantes casas de lavoura, principalmente nas aldeias. Após a canseira do amanho da terra ou nos dias de aconchego que a pausa do Inverno ou o mau tempo porpocionavam, as mulheres dedicavam-se a essa actividade com algum lucro na feira onde armavam o garrido mostruário.

     O fabrico da telha portuguesa era também uma tradicional actividade, com bons exemplos nas freguesias do concelho. A olaria da Biscaia, já produzia, para além da cerâmica de uso domestico e rural, a decorativa , vidrada ou não, com larga procura.

    Convém aqui recordar as oficinas de serralharia e de carros de bois e também de cavalos, de duas e quatro rodas.

     Em Albergaria preparava-se cera, para tal havia bastantes lugares e mesmo uma fábrica de cera, naturalmente para moldar objectos ligados ao culto e velas, dado ao consumo religioso e doméstico na época.

    Cabe recordar os lenhadores, que aproveitavam a riqueza florestal do concelho, especialistas no corte e abate de grandes árvores bem como os tanoeiros e os carpinteiros, aproveitadores de madeira.

     Os lagares de azeite tinham uma laboração sazonal, existindo nas freguesias do concelho. Também os alambiques de destilação da borra, do vinho voltado e do bagaço para a obtenção do aguardente, constituíam uma fonte de riqueza e  ocupação. Os moleiros desempenhavam um papel fundamental na vida do nosso povo, a população para além da concorrência das fábricas de moagem, continuavam a preferir a farinha obtida nas azenhas e nos moinhos movidos pela força hidráulica por isso situados à beira de rios e riachos. ( Rio Caima)

    Também descascavam o arroz produzido em abundância nos campos do Vouga, obtendo arroz acastanhado por conter ainda parte da película, o qual era a matéria-prima fundamental para o melhor arroz de cabidela do mundo

Importante ainda de mencionar a fábrica de bolacha e biscoito , que ficou famosa pela produção dos famosos biscoitos tradicionais, as raivas e ainda os folares da Páscoa.

    A partir de meados do século XIX , o desenvolvimento das vias de comunicação vai contribuir para o aproveitamento das matérias-primas locais.

    As indústrias mineiras situaram-se nas zonas interiores do município que são ricas em minérios de chumbo, cobre, zinco, níquel e prata. Laboraram com intensidade as minas do Carvalhal e Palhal, que se encontram desactivadas.

Tempos depois, começou a chegar a primeira industrialização fabril.

 

 

publicado por albergariacriativa às 22:23
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Anónimo a 10 de Janeiro de 2008 às 16:49
Na minha opinião muito sincera e verdadeira acho que vocês não deviam "meter" tanto texto histórico.
Podiam sintetizar muito os vossos textos.
Espero que melhorem essa parte porque se não pode acontecer uma pessoa estar a ler os vossos post´s e acabar por adormecer.
De Armando Ferreira a 10 de Janeiro de 2008 às 23:53
Viva,
Sugiro que aprofundem a questão dos moinhos e dos moleiros no nosso concelho. Trata-se de um património muito rico e que urge divulgar. Ainda existem moinhos em funcionamento e moleiros em actividade no nosso concelho. Aqui vai uma sugestão de pesquisa: http://moinhosdeportugal.no.sapo.pt/
Cumprimentos.

Comentar post


. ver perfil

. 4 seguidores

.pesquisar

.Maio 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Festival do Biscoito

. Palestra

. Peça de Teatro

. Palestra "Albergaria-A-Ve...

. Reunião com o Doutor Delf...

. Entrevista ao Vereador da...

. Agenda Cultural.

. Dia de São Valentim

. Entrevista à D.Margarida.

. CCC on the road

.Antigos

. Maio 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds